Selic a 11,75%, quais são os reflexos no dia a dia? 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Ontem, dia 16 de março, o Banco Central anunciou a elevação da taxa Selic ao percentual de 11,75%. Na prática, o consumo diário passa a ser afetado, sendo esse o motivo principal da subida da taxa de juros. 

Recentemente, o IBPT divulgou um estudo sobre os efeitos da pandemia mostrando que os preços dos alimentos e bens de consumo estão muito acima da inflação. Por isso, o governo ao subir a Selic tenta frear o consumo do brasileiro, dificultando a conquista de crédito para financiamentos, empréstimos, dentre outros. 

Agora, antes de gastar, é melhor pensar muito bem, já que o cenário econômico está mais favorável aos investimentos, visto que mesmo os mais simples estão rentáveis. É o governo te alertando a poupar dinheiro, pelo menos enquanto a inflação estiver muito alta.  

Para entender mais sobre tributação e economia, continue acompanhando nossas publicações pelo site. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sobre o IBPT

Os estudos do IBPT são referências no mercado e visam identificar a carga tributária dos diversos setores da economia brasileira ou de uma empresa, especificamente. Eles fornecem um diagnóstico da tributação que incide sobre determinadas atividades, com dados suficientes para implementar uma gestão tributária e aumentar a competitividade. Realizamos pesquisas corporativas e de setores específicos para reduzir o peso dos tributos por meio de uma gestão tributária eficiente.

Posts Recentes

Siga-nos

No Youtube

Fique por dentro do IBPT

Assine nossa newsletter para receber nossas novidades.




    yes

    Close Bitnami banner
    Bitnami