Eletrônicos são os mais tributados entre produtos natalinos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Itens podem ter até 70% de tributos, enquanto os alimentos mais consumidos na ceia têm em média 30% de encargos

Fonte: IBPT / Ass. Imp. – Paloma Minke

Com a chegada das festas de final de ano, o contribuinte brasileiro que pretende reunir a família para a ceia de Natal irá desembolsar pelo menos 29,32% a mais do preço do perú, chester ou pernil, por exemplo, somente para pagar os tributos federais, estaduais e municipais. As informações estão no estudo concluído pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação – IBPT.

Os tributos também estão embutidos no preço de outros produtos muito consumidos nas festividades de fim de ano: panetone (34,63%); champagne ou o espumante (59,49%) e nozes (36,45%) entre outros itens que fazem parte do cardápio natalino.

A mordida do Leão também será forte nos itens preferidos pelos consumidores para presentear seus entes queridos na data festiva, especialmente os produtos eletrônicos: os tributos chegam a 72,18% no valor do videogame, 44,94% no televisor, 44,75% na máquina fotográfica, 39,12% no preço do iPad e 33,08% do preço do telefone celular.

De acordo com o presidente executivo do IBPT, João Eloi Olenike, “além da incidência do Imposto sobre Produtos Industrializados – IPI, os itens importados estão no topo da lista das maiores cargas tributárias, em razão do Imposto de Importação. No caso dos tênis importados, o consumidor pagará 58,59% de tributos, sendo que a versão nacional têm carga de 44%. Já os consumidores que optarem por presentear com maquiagem pagarão 69,04% de tributos no item importado e 51,04% a mais pelo produto local, percentual que será revertido aos cofres públicos”, explica Olenike. 

Confira, abaixo, a carga tributária dos produtos típicos de Natal:

ProdutoCarga tributária
Almoço em restaurante32,31%
Árvore de Natal39,23%
Bolsa de Couro41,52%
Brinquedos39,70%
Calça Jeans38,53%
Câmera fotográfica44,75%
Camisa ou vestido34,67%
Champagne ou espumante59,49%
Chester/Perú/Pernil29,32%
Computador acima de R$ 3.000,0033,62%
Computador até R$ 3.000,0024,30%
Aparelho de DVD50,39%
DVD44,20%
Enfeites de Natal48,02%
Espumante59,49%
Frutas11,78%
GPS50,30%
Gravata35,48%
Hospedagem em hotel29,56%
Hotel para animais26,86%
i pad – TABLET39,12%
Livros15,52%
Maquiagem Nacional51,04%
Maquiagem Importada69,04%
Óculos de sol44,18%
Panetone34,63%
Patins52,78%
Videogame72,18%
Presépio  de N atal35,93%
Refrigerante (lata)46,47%
Refrigerante garrafa44,55%
Telefone celular33,08%
Televisor44,94%
Tênis Importado58,59%
Tênis Nacional44%

O presidente executivo do IBPT, João Eloi Olenike está à disposição para entrevistas sobre o tema. Para agendar um horário, entre em contato com a De León Comunicações pelos telefones (11) 5017-4090//7604 ou e-mail paloma@deleon.com.br.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sobre o IBPT

Os estudos do IBPT são referências no mercado e visam identificar a carga tributária dos diversos setores da economia brasileira ou de uma empresa, especificamente. Eles fornecem um diagnóstico da tributação que incide sobre determinadas atividades, com dados suficientes para implementar uma gestão tributária e aumentar a competitividade. Realizamos pesquisas corporativas e de setores específicos para reduzir o peso dos tributos por meio de uma gestão tributária eficiente.

Posts Recentes

Siga-nos

No Youtube

Fique por dentro do IBPT

Assine nossa newsletter para receber nossas novidades.




    yes

    Close Bitnami banner
    Bitnami